a OBSERVATÓRIO DA PAX: Dezembro 2008

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

PAZ E ESPIRITUALIDADE: Combater a Pobreza é Construir a Paz. Subsídios para a Celebração do 42º Dia Mundial da Paz

Desde 1968, quando Paulo VI lançou a proposta de dedicar à Paz o primeiro dia do novo ano, que os papas, através das Mensagens publicadas para tal circunstância, vêm propondo a todos os homens e mulheres temas de reflexão sobre os múltiplos elementos da construção da paz.
Para 2009, com o título “Combater a pobreza, construir a paz”, o Papa Bento XVI, propõe-nos como tema central de reflexão para a celebração do próximo dia 1 de Janeiro, 42º Dia Mundial da Paz, o combate à pobreza e a sua relação com a construção da paz, uma vez que a primeira constitui uma séria ameaça à segunda.
Pretendendo contribuir para a celebração deste dia dedicado a esse bem e direito humano fundamental, que é a paz, grande dom a implorar de Deus incansavelmente, a Pax Christi Portugal produziu a brochura “Combater a Pobreza é Construir a Paz. Subsídios para a Celebração do 42º Dia Mundial da Paz. 1 de Janeiro 2009”. Dela fazem parte uma selecção de textos para ajudar a aprofundar a mensagem de Bento XVI; assim como sugestões para a liturgia do dia, actividades para assinalar o dia e usar o tema, ideias para trabalhar com crianças, bem como uma colectânea de orações. Pode descarregar a brochura a partir do website da Pax Christi Portugal em http://www.paxchristiportugal.net

Etiquetas: ,

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

CULTURA DA PAZ: Este Natal dê um Presente ao Ambiente

Etiquetas: ,

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

JUSTIÇA ECONÓMICA E SOCIAL: Quatro em cada dez portugueses seriam pobres se só trabalhassem

Se a taxa de risco de pobreza fosse calculada apenas tendo em conta os rendimentos do trabalho e transferências privadas, ou seja, excluindo os subsídios e prestações sociais, 40% da população portuguesa estaria em risco de pobreza. Graças às pensões de reforma e sobrevivência, desceu 16 pontos percentuais a percentagem de indivíduos em risco de pobreza. Segundo os dados mais recentes, observa-se uma taxa de risco de pobreza após pensões, e antes de transferências sociais, de 24% (tinha sido de 25% em 2006 e de 26% em 2005). Em 2006, 18% da população portuguesa vivia no limiar da pobreza. Ou seja, quase um em cada cinco adultos recebia até 4.544 euros por ano, ou seja, cerca de 379 euros por mês. Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), a pobreza afecta sobretudo os idosos, onde a taxa de risco de pobreza sobe para 26%. Também os menores registavam uma taxa de pobreza superior à média nacional, estimando-se que 21% das pessoas com idade inferior a 18 anos se encontravam em risco de pobreza. Os dados constam do Inquérito às Condições de Vida e Rendimento do Instituto Nacional de Estatística (INE), realizado em 2007, incidindo sobre os rendimentos de 2006.
RFM

Etiquetas: , ,

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

PAZ E ESPIRITUALIDADE: Combater a pobreza, construir a paz. Mensagem para o Dia Mundial da Paz 2009

MENSAGEM DE SUA SANTIDADE
BENTO XVI
PARA A CELEBRAÇÃO DO
DIA MUNDIAL DA PAZ

1 DE JANEIRO DE 2009


COMBATER A POBREZA, CONSTRUIR A PAZ

1. Desejo, também no início deste novo ano, fazer chegar os meus votos de paz a todos e, com esta minha Mensagem, convidá-los a reflectir sobre o tema: Combater a pobreza, construir a paz. Já o meu venerado antecessor João Paulo II, na Mensagem para o Dia Mundial da Paz de 1993, sublinhara as repercussões negativas que acaba por ter sobre a paz a situação de pobreza em que versam populações inteiras. De facto, a pobreza encontra-se frequentemente entre os factores que favorecem ou agravam os conflitos, mesmo os conflitos armados. Estes últimos, por sua vez, alimentam trágicas situações de pobreza. «Vai-se afirmando (...), com uma gravidade sempre maior – escrevia João Paulo II –, outra séria ameaça à paz: muitas pessoas, mais ainda, populações inteiras vivem hoje em condições de extrema pobreza. A disparidade entre ricos e pobres tornou-se mais evidente, mesmo nas nações economicamente mais desenvolvidas. Trata-se de um problema que se impõe à consciência da humanidade, visto que as condições em que se encontra um grande número de pessoas são tais que ofendem a sua dignidade natural e, consequentemente, comprometem o autêntico e harmónico progresso da comunidade mundial». (Mais ...)

Etiquetas: ,

PAZ E ESPIRITUALIDADE: Cuidar do Mundo – Introdução à Doutrina Social da Igreja

Num tempo em que os cristãos são cada vez mais chamados a assumir a sua corresponsabilidade na edificação da Igreja e na concretização da sua missão para a construção de um mundo mais humano e mais fraterno, a formação consistente e aprofundada torna-se uma tarefa cada vez mais inadiável. Fortemente empenhada nesta tarefa, a Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, numa parceria com a Cáritas Portuguesa, possibilita a todos os interessados a participação na 2.ª edição do Curso «Cuidar do Mundo – Introdução à Doutrina Social da Igreja», que decorrerá entre Fevereiro e Julho de 2009. Trata-se de uma proposta de formação no âmbito de «e-learning», que oferece um itinerário de aprendizagem a todos aqueles que não têm a disponibilidade, nem o tempo, para frequentarem o regime presencial. As candidaturas decorrem de 5 a 23 de Janeiro de 2009. (Mais ...)

Etiquetas: ,

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

DIREITOS HUMANOS: Menos liberdade religiosa no mundo

Mais de 60 países em todo o mundo violam "gravemente" a liberdade religiosa. O número é lançado no "Relatório 2008 - Liberdade Religiosa no Mundo", publicado pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS). Segundo a publicação, disponível agora na sua versão portuguesa, os casos mais dramáticos no período estudado registaram-se na Índia, Paquistão, Arábia Saudita e Eritreia, nações onde a liberdade de culto é negada de maneira mais violentas e nas quais os crentes são perseguidos, nalguns casos até à morte. Esta nova edição do "Relatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo" retrata uma situação crítica, a nível mundial, da liberdade de culto. Os conflitos militares, o terrorismo e as ditaduras contribuíram, entre outras causas, para as situações mais alarmantes. (Mais ...)
Agência Ecclesia

Etiquetas:

CELEBREMOS A PAZ: Dia dos Direitos Humanos

Em 1950, a Assembleia Geral das Nações Unidas convidou todos os Estados e organizações interessados a celebrarem, a 10 de Dezembro, o Dia dos Direitos Humanos [Resolução 423 (V)]. Nesse Dia, comemora-se a aprovação, pela Assembleia Geral, da Declaração Universal dos Direitos Humanos, em 1948.

Etiquetas:

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

CULTURA DA PAZ: D. Manuel Martins distinguido pelo Parlamento

D. Manuel Martins, Bispo emérito de Setúbal [e primeiro presidente da Pax Christi Portugal], é uma das personalidades que serão distinguidas amanhã, dia 10 de Dezembro, pelo Parlamento da República na cerimónia de atribuição do Prémio Direitos Humanos 2008. O prelado receberá a medalha de ouro comemorativa do 50.º aniversário da Declaração Universal dos Direitos do Homem, no ano em que se comemoram os 60 anos da aprovação da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Juntamente com D. Manuel Martins serão distinguidos Francisco Sá Carneiro e Maria Lamas, ambos a título póstumo, bem como Mário Soares, todos “pelo seu papel relevante na defesa dos direitos humanos, tanto na vigência do Estado Novo, como após a instauração da democracia em Portugal”. (Mais ...)
Agência Ecclesia

Etiquetas: , ,

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

CULTURA DA PAZ: Trabalho de voluntariado no currículo vitae em 2009

O trabalho voluntário vai integrar o novo modelo de currículo vitae na União Europeia, previsto para o início de 2009, para que o empregador avalie as características pessoais do candidato, segundo o Instituto Português da Juventude (IPJ), noticia a agência Lusa.
Na véspera do Dia Internacional do Voluntariado, o IPJ anunciou estar em estudo o novo modelo de currículo, que, além da experiência profissional e habilitações, vai ter uma área para inscrever experiências de voluntariado.
O novo figurino permitirá ao empregador avaliar características como «capacidade de entrega a uma causa, domínio de línguas (se fizer voluntariado no estrangeiro), dinâmica e mobilidade» do candidato ao posto de trabalho. (Mais ...)
IOL Diário

Etiquetas: ,

ÁFRICA: Violência em Jos (Nigéria) não teve motivação religiosa

Segundo o Arcebispo de Abuja, Dom John Onaiyekan, os recentes actos de violência entre cristãos e muçulmanos, que causaram mais de 200 mortos na cidade nigeriana de Jos, «não se devem a motivos religiosos, mas a interesses políticos».
Dom Onaiyekan, que está em Roma, rejeita uma interpretação simplista dos conflitos como sendo motivados pelo ódio religioso e convida as autoridades políticas a assumir a sua responsabilidade: «Queremos destacar, como sempre fizemos, que é responsabilidade primária do governo garantir a segurança da vida e das propriedades dos cidadãos, principalmente por meio da vigilância, da firme e imparcial aplicação da lei e da ordem, da justiça e em geral do bom governo». (Mais ...)
Além-Mar

Etiquetas:

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

COOPERAÇÃO INTER-RELIGIOSA PARA A PAZ: Líderes religiosos «contra a violência e pela segurança» em África

Desde a passada terça-feira, 2 de Dezembro, decorre em Tripoli, na Líbia, a «2ª Assembleia-geral do Conselho Africano dos Líderes Religiosos», sob o tema «Confrontando a Violência e Avançando a Segurança Comum: Religiões de África Trabalhando Unidas». Cerca de 200 líderes religiosos vindos de todo o continente participam no encontro, cujo objectivo é a promoção do diálogo e da cooperação inter-religiosa na construção paz e do desenvolvimento sustentável de África. (Mais ...)
Além-Mar

Etiquetas: ,

DIREITOS HUMANOS: Unicef denuncia utilização de crianças-soldado na RD Congo

O «Fundo das Nações Unidas para a Infância» (UNICEF) denuncia que grupos envolvidos no conflito da República Democrática do Congo (RDC), estão a recrutar crianças para os seus exércitos. (Mais ...)
Além-Mar

Etiquetas: ,

DESARMAMENTO E DESMILITARIZAÇÃO: Tratado proíbe bombas de fragmentação

Cerca de 100 países, incluindo Portugal, assinaram esta quarta-feira, em Oslo, um tratado que proíbe as bombas de fragmentação, numa cerimónia que ficou marcada pela ausência dos maiores fabricantes dessas armas, os Estados Unidos, a Rússia e a China. A Noruega foi a promotora do processo de proibição e foi a primeira a assinar o acordo alcançado em Dublim, em Maio passado, e que proíbe a produção, uso, armazenamento e comércio das bombas de fragmentação e que obriga os signatários a ajudar os países e as pessoas vítimas dessas bombas. Jens Stoltenberg, o primeiro-ministro norueguês afirmou que «o mundo não será o mesmo» depois da assinatura do tratado. (Mais ...)
Jornal Digital

Etiquetas:

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

JUSTIÇA ECONÓMICA E SOCIAL: Um novo pacto para o restabelecimento do sistema financeiro internacional

Em vésperas da Conferência Internacional de Doha, organizada pela Assembleia Geral das Nações Unidas, que decorreu entre os dias 29 de Novembro e 2 de Dezembro, a Santa Sé emitiu uma Nota sobre finanças e desenvolvimento: "Um novo pacto para o restabelecimento do sistema financeiro internacional". A presente Nota, preparada pelo Conselho Pontifício Justiça e Paz e aprovada pelo Secretário de Estado do Vaticano, pretende oferecer algumas pistas de reflexão sobre a actual crise financeira mundial e sobre as repercussões no financiamento ao desenvolvimento. A Santa Sé está consciente de que muitas das questões apresentadas são susceptíveis de serem abordadas de modos muito diversos, do ponto de vista técnico. O documento, portanto, deseja acima de tudo promover o diálogo sobre alguns aspectos éticos da relação entre finanças e desenvolvimento e incentivar os governos e todos os outros agentes económicos a identificar soluções duradouras e solidárias.
Conselho Pontifício Justiça e Paz

Etiquetas: ,

JUSTIÇA ECONÓMICA E SOCIAL: Biocombustíveis e direito à alimentação

A Rede África-Europa Fé e Justiça (AEFJN) Portugal está a colaborar numa campanha lançada desde Bruxelas sobre a nova Directiva sobre política energética da União Europeia (UE) e os incentivos que esta quer dar aos agrocombustíveis. Os religiosos e religiosas pedem uma moratória de 5 anos na importação de agrocombustíveis para produção de energia. Caso a UE prossiga numa política de incentivos da produção de agrocombustíveis, a AEFJN propõe uma série de emendas à Directiva que tenha em conta a soberania alimentar e o ambiente dos africanos. A Rede inclui 50 Institutos missionários e fala em nome de 30 mil religiosos que trabalham na Europa e na África. (Mais ...)
Agência Ecclesia

Etiquetas: ,