a OBSERVATÓRIO DA PAX: Janeiro 2015

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

No 70.º aniversário da libertação de Auschwitz

«Adão, onde estás?» (cf. Gen 3, 9).
Onde estás, ó homem? Onde foste parar?
Neste lugar, memorial do Shoah, ouvimos ressoar esta pergunta de Deus: «Adão, onde estás?».
Nesta pergunta, há toda a dor do Pai que perdeu o filho.
O Pai conhecia o risco da liberdade; sabia que o filho teria podido perder-se... mas talvez nem mesmo o Pai podia imaginar uma tal queda, um tal abismo!
Aquele grito «onde estás?» ressoa aqui, perante a tragédia incomensurável do Holocausto, como uma voz que se perde num abismo sem fundo...

Homem, quem és? Já não te reconheço.
Quem és, ó homem? Quem te tornaste?
De que horrores foste capaz?
Que foi que te fez cair tão baixo?
Não foi o pó da terra, da qual foste tirado. O pó da terra é coisa boa, obra das minhas mãos.
Não foi o sopro de vida que insuflei nas tuas narinas. Aquele sopro vem de Mim, é algo muito bom (cf. Gen 2, 7).
Não, este abismo não pode ser somente obra tua, das tuas mãos, do teu coração... Quem te corrompeu? Quem te desfigurou?
Quem te contagiou a presunção de te apoderares do bem e do mal?
Quem te convenceu que eras deus? Não só torturaste e assassinaste os teus irmãos, mas ofereceste-los em sacrifício a ti mesmo, porque te erigiste em deus.
Hoje voltamos a ouvir aqui a voz de Deus: «Adão, onde estás?»

Da terra, levanta-se um gemido submisso: Tende piedade de nós, Senhor!
Para Vós, Senhor nosso Deus, a justiça; para nós, estampada no rosto a desonra, a vergonha (cf. Bar 1, 15).
Veio sobre nós um mal como nunca tinha acontecido sob a abóbada do céu (cf. Bar 2, 2). Agora, Senhor, escutai a nossa oração, escutai a nossa súplica, salvai-nos pela vossa misericórdia. Salvai-nos desta monstruosidade.
Senhor, todo-poderoso, uma alma, na sua angústia, clama por Vós. Escutai, Senhor, tende piedade!
Pecamos contra Vós. Vós reinais para sempre (cf. Bar 3, 1-2).

Lembrai-Vos de nós na vossa misericórdia. Dai-nos a graça de nos envergonharmos daquilo que, como homens, fomos capazes de fazer, de nos envergonharmos desta máxima idolatria, de termos desprezado e destruído a nossa carne, aquela que Vós formastes da lama, aquela que vivificastes com o vosso sopro de vida.

Nunca mais, Senhor, nunca mais!
«Adão, onde estás?»
Eis-nos aqui, Senhor, com a vergonha daquilo que o homem, criado à vossa imagem e semelhança, foi capaz de fazer.
Lembrai-Vos de nós na vossa misericórdia!

Papa Francisco. Na visita ao Memorial de Yad Vashem, Jerusalém, 26 de Maio de 2014

Dia Internacional de Comemoração em Memória das Vítimas do Holocausto


A 1 de Novembro de 2005, a Assembleia Geral das Nações Unidas designou 27 de Janeiro Dia Internacional de Comemoração em Memória das Vítimas do Holocausto perpetrado pelo regime nazi, durante a Segunda Guerra Mundial (resolução 60/7), rejeitando assim qualquer negação, parcial ou total, do carácter histórico do Holocausto.

Pela mesma resolução, a Assembleia convidou os Estados-membros a elaborarem programas educativos que inculquem nas gerações futuras os ensinamentos do Holocausto, a fim de ajudar a prevenir actos de genocídio. Felicitou os Estados que tomaram medidas no sentido de preservar os locais onde os nazis tinham instalado campos da morte, campos de concentração, campos de trabalho forçado e prisões, durante o Holocausto. Pediu ao Secretário-Geral que estabelecesse um programa de comunicação intitulado "O Holocausto e as Nações Unidas" e que tomasse medidas que mobilizassem a sociedade civil para guardar viva a memória do Holocausto e transmitir os ensinamentos que dele se podem retirar. (Mais ...)

Etiquetas:

domingo, 25 de janeiro de 2015

ECUMENISMO: Relembrar a Assinatura da Declaração do Reconhecimento Mútuo do Batismo, 25 janeiro 2014

Declaração Conjunta do Reconhecimento Mútuo do Sacramento do Batismo, 
assinada na Catedral Lusitana de S. Paulo (Comunhão Anglicana) em Lisboa,
no dia 25 de Janeiro de 2014




A IGREJA CATÓLICA ROMANA, a IGREJA LUSITANA CATÓLICA APOSTÓLICA EVANGÉLICA, a IGREJA EVANGÉLICA METODISTA PORTUGUESA, a IGREJA EVANGÉLICA PRESBITERIANA DE PORTUGAL e a IGREJA ORTODOXA DO PATRIARCADO DE CONSTANTINOPLA, conscientes da concordância que entre elas já existe sobre os pontos fundamentais de doutrina e prática batismal e constatando que, na prática, já aceitam tacitamente o reconhecimento mútuo da validade do sacramento do Batismo tal como é administrado nas suas Igrejas, decidem:

Reconhecer mutuamente a validade do Batismo nelas administrado e tornar público este reconhecimento 

e, em conjunto, declaram:

  1. Aceitar que o Batismo nelas administrado foi instituído por nosso Senhor Jesus Cristo e é, fundamentalmente, uma dádiva gratuita de Deus ao batizando, vinculando-o com a morte e ressurreição de Cristo (Rm 6,3-6), para o perdão dos pecados e para uma vida nova;
  2. Ensinar que o Espírito Santo desceu sobre Jesus no seu Batismo e desce também hoje sobre a Igreja, tornando-a comunidade do Espírito Santo que, em testemunho, serviço e comunhão, proclama o seu reino;
  3. Aceitar o Batismo como vínculo básico da unidade que nos é dada pela fé no mesmo Senhor;
  4. Aceitar o Batismo como processo da nossa consagração para a edificação do Corpo de Cristo, tendo em vista o nosso crescimento «até que cheguemos à unidade da fé e à medida da estatura da plenitude de Cristo» (Ef 4,13);
  5. Administrar o Batismo com água e em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, para a remissão dos pecados, de acordo com a intenção e o mandamento de Cristo (Mt 28,18-20);
  6. Excluir a possibilidade do rebatismo nos casos de passagem de membros de uma Igreja para outra;
  7. Aceitar como válidos os certificados de Baptismo emitidos pelas nossas respectivas Igrejas;
  8. Esperar que este reconhecimento constitua um passo em frente no caminho da unidade visível do único Corpo de Cristo «para que o mundo creia» (Jo 17,21) e contribua para uma maior comunhão entre todos os batizados.

    Lisboa, Catedral Lusitana de S. Paulo, 25 de Janeiro de 2014


    Assinaram a Declaração: 

    Pela Igreja Católica, o Patriarca de Lisboa, Manuel Clemente

    Pela Igreja Lusitana (Comunhão Anglicana), o Bispo Jorge Pina Cabral

    Pela Igreja Metodista, o Bispo Sifredo Teixeira

    Pela Igreja Presbiteriana, a Pastora Sandra Reis

    Pela Igreja Ortodoxa do Patriarcado de Constantinopla, o Arquimandrita Philip Jagnisz, Vigário para Portugal e Galiza (1 de Fevereiro de 2014)


    VÍDEOS RELACIONADOS:

    Etiquetas:

    sábado, 24 de janeiro de 2015

    ECUMENISMO: Anunciar juntos o Evangelho

    Anunciar juntos o Evangelho

    O dever mais importante das Igrejas na Europa é o de anunciar juntas o Evangelho, através da palavra e da acção, para a salvação de todos os seres humanos. Face à multiforme falta de referências, ao afastamento dos valores cristãos, mas também à variegada procura de sentido, as cristãs e os cristãos são particularmente solicitados a testemunhar a sua própria fé. Para tanto, impõem-se, a nível local, um maior empenho e uma troca de experiências no plano de catequese e da pastoral. Ao mesmo tempo, é importante que todo o povo de Deus se empenhe junto em espalhar o Evangelho, dentro do espaço público da sociedade, e em conferir-lhe valor e credibilidade também através do empenho social e da assunção de responsabilidades no campo político.

    Comprometemo-nos:
    - em fazer conhecer às outras Igrejas as nossas iniciativas para a evangelização, e em estabelecer acordos a propósito, para assim evitar uma concorrência prejudicial e o perigo de novas divisões;
    - em reconhecer que todo o ser humano pode escolher, livremente e em consciência, a sua própria pertença religiosa e eclesial. Ninguém pode ser induzido à conversão, através de pressões morais ou incentivos materiais. Ao mesmo tempo, a ninguém pode ser impedida uma conversão que seja consequência de uma livre escolha.


    Conselho das Conferências Episcopais da Europa e Conferência das Igrejas Europeias - Charta Oecumenica: Linhas mestras para o aumento da colaboração entre as Igrejas na Europa (2001), n. 2.

    Etiquetas: ,

    sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

    ECUMENISMO: Ir ao encontro do outro

    Ir ao encontro do outro

    No espírito do evangelho devemos reelaborar juntos a história das Igrejas Cristãs, que se caracteriza por, para além de muitas boas experiências, também por divisões, inimizades e até conflitos armados. A culpa humana, a falta de amor e frequente instrumentalização da fé e das Igrejas, com vista a interesses políticos, têm prejudicado gravemente a credibilidade do testemunho cristão.
    O ecumenismo, para as cristãs e os cristãos, começa, portanto, com a renovação dos corações e com a disponibilidade para a penitência e a conversão. Constatamos que a reconciliação já aumentou no âmbito do  movimento ecuménico.
    É importante reconhecer os dons espirituais das diversas tradições cristãs, aprender uns com os outros e deste modo receber os dons uns dos outros. Para um ulterior desenvolvimento do ecumenismo, é particularmente desejável contar com as experiências e a expectativas dos jovens, e encorajar a sua participação e colaboração.

    Comprometemo-nos:
    - em superar a auto-suficiência, e a pôr de lado os preconceitos, a procurar o encontro recíproco, e a ser uns pelos outros;
    - em promover a abertura ecuménica e a colaboração no campo da educação cristã, na formação teológica inicial e permanente, como também no âmbito da pesquisa.


    Conselho das Conferências Episcopais da Europa e Conferência das Igrejas Europeias - Charta Oecumenica: Linhas mestras para o aumento da colaboração entre as Igrejas na Europa (2001), n. 3

    Etiquetas: ,

    quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

    Índia: Relatório regista aumento de violência contra cristãos | Agência Ecclesia

    Agência Ecclesia - Índia: Relatório regista aumento de violência contra cristãos: Lisboa, 22 jan 2015 (Ecclesia) – A organização indiana ‘Catholic Secular Forum’ divulgou um relatório em que contabiliza cinco cristãos mortos, mais de 300 sacerdotes, pastores e líderes de comunidades agredidos e feridos e duas mil mulheres indianas vítimas da violência durante 2014 durante 2014. ...

    Let’s confine slavery to the history books - Agenda - The World Economic Forum

    Let’s confine slavery to the history books - Agenda - The World Economic Forum: Let’s start with the good news. Since my last trip to the Davos mountains, in the past year there has been substantial increase in awareness around one of the world’s most horrible crimes: slavery. More investigative reports have been published, more money has been committed to the fight against human trafficking, world leaders such as Pope Francis have publicly taken a strong stand, and heroes such as Kailash Satyarthi have received the Nobel Peace Prize. The issue is certainly in the public domain. ...

    Muçulmanos, cristãos e judeus rezam juntos pela paz em Lisboa | Sociedade | Diário Digital

    Muçulmanos, cristãos e judeus rezam juntos pela paz em Lisboa | Sociedade | Diário Digital: Muçulmanos, cristãos e judeus vão rezar juntos pela paz, em Lisboa, numa reação aos atentados de Paris que causaram 20 mortes, incluindo as dos autores dos ataques à redação do jornal satírico Charlie Hebdo e a um supermercado judeu. ...

    ECUMENISMO: Trabalhar juntos

    Trabalhar juntos

    O ecumenismo exprime-se já em múltiplas formas de acção comum. Numerosos cristãos e cristãs de Igrejas diferentes vivem e trabalham juntos, como amigos, vizinhos, no trabalho e no seio das suas próprias famílias. Em particular, devem-se ajudar os casais interconfessionais e viver o ecumenismo no dia-a-dia.
    Recomendamos que se criem e apoiem, a nível local, regional, nacional e internacional, organismos destinados à cooperação ecuménica de carácter bilateral e multilateral. A nível europeu, é necessário reforçar a colaboração entre a Conferência das Igrejas Europeias e o Conselho das Conferências Episcopais Europeias, a realizar ulteriores assembleias ecuménicas europeias.
    Em caso de conflitos entre Igrejas, há que iniciar e apoiar esforços de mediação e de paz.

    Comprometemo-nos:
    - em trabalhar juntos, a todos os níveis da vida eclesial, sempre que existam os pressupostos, e isso não seja impedido por motivos de fé ou por objectivos de maior importância;
    - em defender os direitos das minorias, e em ajudar a libertar o campo de equívocos e preconceitos, entre Igrejas maioritárias e minoritárias nos nossos Países.

    Conselho das Conferências Episcopais da Europa e Conferência das Igrejas Europeias - Charta Oecumenica: Linhas mestras para o aumento da colaboração entre as Igrejas na Europa (2001), n. 4

    Etiquetas: ,

    A unidade plural dos cristãos: Avanços, dificuldades e desafios colocados ao ecumenismo | Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura

    A unidade plural dos cristãos: Avanços, dificuldades e desafios colocados ao ecumenismo | Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura (Enzo Bianchi - Prior do Mosteiro de Bose, Itália): O ecumenismo, após uma estação avaliada como "inverno" por muitos cristãos comprometidos no diálogo ecuménico, parecer ter reencontrado hoje um novo impulso: o diálogo e o debate parecem intensificar-se e a convicção com que o papa Francisco se movimenta torna dinâmica uma situação que aparentemente se limitava ao ecumenismo espiritual, extinguindo assim toda a expetativa de avanços significativos para a unidade visível dos cristãos. ...

    Etiquetas:

    quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

    ECUMENISMO: Orar juntos

    Orar juntos

    O ecumenismo vive do facto de escutarmos juntos a Palavra de Deus e deixarmos que o Espírito Santo opere em nós e através de nós. Por força da graça assim recebida, existem hoje múltiplos esforços, por meio de orações e celebrações, tendentes a aprofundar a comunhão espiritual entre as Igrejas, e a rezar pela unidade visível da Igreja de Cristo. Um sinal particularmente doloroso da divisão ainda existente entre muitas Igrejas cristãs é a falta de partilha eucarística.
    Em algumas Igrejas existem reservas em relação à oração ecuménica em comum. Todavia, numerosas celebrações ecuménicas, cantos e orações comuns, em particular o Pai-Nosso, caracterizam a nossa espiritualidade cristã.

    Comprometemo-nos:
    - em rezar uns pelos outros e pela unidade dos cristãos;
    - em aprender a conhecer e a apreciar as celebrações e as outras formas de vida espiritual das outras Igrejas;
    - em diligenciar no sentido do objectivo da comunhão eucarística.

    Conselho das Conferências Episcopais da Europa e Conferência das Igrejas Europeias - Charta Oecumenica: Linhas mestras para o aumento da colaboração entre as Igrejas na Europa (2001), n. 5

    Etiquetas: ,

    terça-feira, 20 de janeiro de 2015

    ECUMENISMO: Celebração Ecuménica na Sé Catedral do Porto

    CELEBRAÇÃO ECUMÉNICA DIOCESANA - PORTO
    (19 de Janeiro de 2015)


    Fotogaleria - LINK

    Etiquetas: ,

    Apresentação do Observatorio para a Liberdade Religiosa

    Porto: Responsável da Comissão Ecuménica destaca partilha com Igrejas minoritárias | Agência Ecclesia

    Agência Ecclesia - Porto: Responsável da Comissão Ecuménica destaca partilha com Igrejas minoritárias: Porto, 20 jan 2015 (Ecclesia) – O presidente da Comissão Ecuménica do Porto explicou a realidade na diocese que cativa os jovens pela “novidade” e a aprendizagem que os católicos podem fazer com as Igrejas minoritárias na leitura bíblica e nas relações de proximidade. ...

    Etiquetas:

    ECUMENISMO: Charta Oecumenica para a Europa

    Charta Oecumenica para a Europa - Paulinas, 2001.

    Esta Charta Oecumenica, elaborada pelo Conselho das Conferências Episcopais da Europa e pela Conferência das Igrejas Europeias, estipula fundamentais deveres ecuménicos donde faz derivar uma série de linhas mestras e de compromissos, e promove, a todos os níveis da vida das Igrejas, uma cultura ecuménica de diálogo e colaboração. Ela não se reveste, todavia, de nenhum caráter magistral, dogmático ou canónico. (Mais ...)

    Paulinas Editora



    Charta Oecumenica para a Europa

    Linhas mestras para o aumento da colaboração entre as Igrejas na Europa
    Conselho das Conferências Episcopais da Europa e
    Conferência das Igrejas Europeias

    «Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo!»

    Enquanto Conferência das Igrejas Europeias (KEK) e Conselho das Conferências Episcopais Europeias (CCEE), estamos firmemente determinados, no espírito da mensagem dimanada pelas duas Assembleias Ecuménicas − de Basileia, 1989, e de Graz, 1997 −, a manter e desenvolver mais a comunhão que se estabeleceu entre nós. Agradecemos ao nosso Deus Trino, que, por meio do Espírito Santo, conduz os nossos passos rumo a uma comunhão cada vez mais intensa.

    Já se afirmaram variadas formas de colaboração ecuménica, mas, fiéis à pregação de Cristo − «Que todos sejam um, como Tu, Pai, o és em mim e Eu em ti, também eles sejam em nós um só, a fim de que o mundo creia que Tu me enviaste» (Jo 17, 21) −, não podemos considerar-nos satisfeitos com o actual estado de coisas. Conscientes da nossa culpa e prontos para a conversão, devemos empenhar-nos em superar as divisões que ainda existem entre nós, de modo a anunciar juntos, de modo credível, a mensagem do Evangelho aos povos.

    Ler mais »

    Etiquetas: , ,

    segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

    Roteiro Ecuménico 2015 | Comissão Ecuménico do Porto

    No seguimento de edições anteriores, a Comissão Ecuménica do Porto apresenta no contexto da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, o roteiro Ecuménico para 2015.

    O novo roteiro é em si uma proposta para que as diversas Igrejas e cristãos do grande Porto partilhem entre si e ao longo de todo o ano os dons espirituais e materiais dados por Cristo. Neste sentido e através de celebrações e encontros em conjunto, haverá uma partilha da riqueza espiritual de cada tradição eclesial na vivência dos diferentes ritos litúrgicos. Também e na abertura à sociedade e na dádiva dos seus dons, as Igrejas irão estar junto dos mais necessitados concretamente os sem-abrigo e os doentes hospitalizados.

    O roteiro apresenta um conjunto diversificado de propostas que vão desde as celebrações a uma conferência, passando pelos cantares nas ruas do Porto.

    Os eventos são organizados por Igrejas e movimentos diversos que espelham o rico mosaico ecuménico presente no Porto.

    A Declaração Conjunta do Reconhecimento Mútuo do Sacramento do Baptismo, assinada em janeiro de 2014, abriu diversas janelas de oportunidade para o caminhar ecuménico que importa aproveitar e valorizar, por isso, procuraremos estimular o desenvolvimento de iniciativas que ajudem a promover e aprofundar a declaração e a criar visões, com o auxílio do Espírito Santo, para outros passos ecuménicos.

    À luz da atual conjuntura económica e social que o país atravessa, a Comissão Ecuménica do Porto, procurará para o presente ano a promoção de iniciativas que possibilitem uma reflexão comum sobre o papel das igrejas e dos cristãos na promoção de uma sociedade mais justa, fraterna e reconciliada, fieis ao desejo profundo de unidade de Jesus que orou ao Pai: para que todos sejam um só, como Tu, Pai, estás em mim e Eu em ti; para que assim eles estejam em Nós e o mundo creia que Tu me enviaste. S. João 17, 21.

    Download Cartaz PDF - Download Flyer PDF

    Comissão Ecuménica do Porto 


    Etiquetas:

    ECUMENISMO: Sugestões de leitura

    Colhendo os frutos:  Aspectos da fé cristã no diálogo ecuménico / Cardeal Walter Kasper - Lisboa: Paulinas, 2011

    O Concílio Vaticano II, no seu Decreto sobre o Ecumenismo (Unitatis redintegratio), declarou o restabelecimento da unidade entre todos os cristãos como uma das suas principais preocupações. A divisão entre os cristãos escandaliza o mundo e lesa a causa mais sagrada que é a pregação do Evangelho a toda a criatura. O Cardeal Walter Kasper, um dos membros mais experientes, autorizados e respeitados da hierarquia do Vaticano, tem trabalhado de forma incansável para esses objetivos. Neste livro, resume os resultados dos diálogos oficiais, ao longo de quarenta anos, entre a Igreja Católica e as Igrejas Luterana, Reformada, Anglicana e Metodista, apresenta um projeto de «consenso e convergência» e oferece um mapa diretivo para o avanço do ecumenismo. De importância fundamental, esta obra debruça-se sobre as principais questões do diálogo ecuménico: Jesus Cristo, a Santíssima Trindade, a Justificação, a Igreja e os sacramentos do Batismo e da Eucaristia. (Mais ...)

    Paulinas Editora



     Ler excerto
    Ecumenismo: situação e perspectivas / José Eduardo Borges de Pinho - Lisboa: Universidade Católica Editora, 2011 ( Campus do saber; 22)

    Objectivo primeiro destas páginas é apresentar de forma sucinta os dados fundamentais da actual situação ecuménica, tendo em conta os acontecimentos mais relevantes da evolução histórica recente e, de modo particular, o caminho percorrido desde o Concílio Vaticano II pela Igreja Católica. Neste sentido são analisadas as questões doutrinais e de estrutura eclesial que continuam a separar as principais Igrejas cristãs, procurando-se evidenciar tanto as aproximações já conseguidas como os problemas que persistem. Neste contexto presta-se atenção aos factores que fazem do caminhar ecuménico um processo reconhecidamente complexo, sujeito a avanços e a retrocessos. Nesta ordem de ideias, delineiam-se perspectivas e interpelações para o futuro, na consciência de que na tarefa ecuménica estão em causa a fidelidade ao Evangelho e o serviço que os cristãos são chamados a prestar à humanidade. seu enquadramento no mundo bíblico e a riqueza teológica. (Mais ...)

    Ler excerto

    Universidade Católica Editora



    Uma Caminhada Ecuménica: 25 anos de Testemunho e Serviço em Portugal - Conselho Português de Igrejas Cristãs, 1996

    Livro informativo acerca da história do Ecumenismo em Portugal e do Conselho Português de Igrejas Cristãs (COPIC). (Mais ...)

    Igreja Evangélica Metodista Portuguesa

    Etiquetas: ,

    Católicos escutaram inquietações de agnóstica, ex-militante cristã obrigada a optar entre Igreja e política | Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura

    Católicos escutaram inquietações de agnóstica, ex-militante cristã obrigada a optar entre Igreja e política | Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura: A professora catedrática Maria Benedicta Monteiro considera que o envelhecimento «galopante» da população e a incapacidade de integrar os migrantes e os seus descendentes constituem «ameaças» à coesão social em Portugal e na Europa. ...

    domingo, 18 de janeiro de 2015

    ECUMENISMO: Igrejas Cristãs em Portugal - Alguns Links

    Aliança Evangélica Portuguesa

    Igreja Católica Portuguesa

    Igreja Evangélica Alemã

    Igreja Evangélica Luterana Portuguesa

    Igreja Evangélica Metodista Portuguesa

    Igreja Evangélica Presbiteriana de Portugal

    Igreja Lusitana Católica Apostólica Evangélica

    Igreja Ortodoxa Grega (Patriarcado Ecuménico de Constantinopla)

    Etiquetas:

    sábado, 17 de janeiro de 2015

    Ecumenismo: É preciso ultrapassar «equívocos» e sair da «zona de conforto» | Agência Ecclesia

    Agência Ecclesia - Ecumenismo: É preciso ultrapassar «equívocos» e sair da «zona de conforto»: Padre Robson Cruz sobre a semana de oração pela unidade dos cristãos que começa este domingo. ...

    Etiquetas:

    Cristãos: «Unidade não se faz por decreto» | Agência Ecclesia

    Agência Ecclesia - Cristãos: «Unidade não se faz por decreto»: Presidente da Comissão Episcopal da Missão e Nova Evangelização, onde se inclui o setor do ecumenismo, apresenta Oitavário de Oração que decorre entre 18 e 25 de janeiro

    Etiquetas:

    Portugal: Números atuais da emigração são inaceitáveis, considera António Barreto | Agência Ecclesia

    Agência Ecclesia - Portugal: Números atuais da emigração são inaceitáveis, considera António Barreto: Sociólogo afirma que «é possível fazer melhor» e que a saída de mulheres e homens tem um «impacto terrível» na família. ...

    sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

    Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 2015: Celebrações Ecuménicas

    Etiquetas: , ,

    terça-feira, 13 de janeiro de 2015

    Do “Estado Islâmico” à Europa desencantada – Desafios à Liberdade Religiosa | Fundação AIS

    “Do ‘Estado Islâmico’ à Europa desencantada – Desafios à Liberdade Religiosa”, é o tema proposto pelo Observatório para a Liberdade Religiosa (OLR) que irá, na ocasião, fazer a apresentação formal do seu próprio projecto.

    > 14 de Janeiro
    > 18.30H
    > Junta de Freguesia da Misericórdia (Largo. Dr. António de Sousa Macedo, 7D)

    Participarão ainda representantes das comunidades judaica, islâmica e cristãs minoritárias no nosso país, assim como o jornalista José Milhases e Catarina Martins. (Mais ...)

    Fundação AIS

    Comunidade católica inaugura com budistas caminhada de descoberta inter-religiosa | Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura

    Comunidade católica inaugura com budistas caminhada de descoberta inter-religiosa | Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura: A comunidade católica da Capela do Rato, em Lisboa, começa em fevereiro a realizar um conjunto de encontros com diversas tradições religiosas, começando pelo budismo. ...

    segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

    Escutar a Cidade: 15 de Janeiro Identidades, comportamentos e modos de vida

    domingo, 11 de janeiro de 2015

    Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 2015: Celebrações Ecuménicas


    Etiquetas: , ,

    “Califado” deve ser derrotado e integração deve vencer | Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura

    “Califado” deve ser derrotado e integração deve vencer | Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura: Com o passar das horas, enquanto o Boko Haram torna a massacrar em África, não se desvanece a sensação de choque e impotência perante o que aconteceu em Paris. O que podemos fazer para enfrentar um fenómeno como o da difusão do radicalismo islamita armado, inclusive no interior das nossas sociedades abertas, como podemos debelar um inimigo tão insidioso? Creio que a indicação de uma resposta possível é obrigatória, na condição de partir da consciência de que, a longo prazo, a existência do “Estado Islâmico” (com os seus clones) e daquilo que representa não é compatível com a própria sobrevivência das nossas democracias. ...

    sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

    Escutar a Cidade - Iniciativa pública no âmbito do Sínodo Diocesano de Lisboa

    Atentado/Paris: Vaticano e imãs franceses condenam violência | Agência Ecclesia

    Agência Ecclesia - Atentado/Paris: Vaticano e imãs franceses condenam violência: Declaração conjunta apela a «cultura de paz e esperança», com diálogo entre religiões. ...

    Católicos pedem à sociedade para dizer o que espera da Igreja | Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura

    Católicos pedem à sociedade para dizer o que espera da Igreja | Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura: Mais de duas dezenas de movimentos, comunidades e organizações do patriarcado de Lisboa estão envolvidos na plataforma “Escutar a cidade”, que se propõe pedir a crentes e não crentes para exprimirem «as suas inquietações» e apontarem o que esperam da Igreja. ...

    8 janvier 2015 : Déclaration suite à la tuerie de Charlie Hebdo | Pax Christi France

    8 janvier 2015 : Déclaration suite à la tuerie de Charlie Hebdo | Pax Christi France: Communiqué de Pax Christi France. Nous voulons dire notre horreur devant la tuerie qui s’est déroulée au journal Charlie Hebdo ce mercredi 7 janvier. Bouleversés par cet acte criminel nous réaffirmons que ce sont seulement des valeurs d’amitié, de justice, de respect, de liberté, de tolérance qui peuvent construire un vivre ensemble fraternel. Devant cette barbarie, nous implorons la justice mais nous résistons à la haine de l’autre. La paix ne peut se construire que si on refuse les ténèbres du préjugé.

    quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

    Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 2015: Celebração Ecuménica - Grande Porto


    Etiquetas: , ,

    quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

    Je suis Charlie


    domingo, 4 de janeiro de 2015

    Atentados anticristãos: os líderes cristãos exortam os fiéis ao perdão - Agência Fides

    Atentados anticristãos: os líderes cristãos exortam os fiéis ao perdão - Agência Fides: Nairóbi (Agência Fides) - “O que teria dito e feito Cristo se tivessem havido ataques terroristas durante o seu tempo?” perguntam os líderes cristãos do Quénia em uma mensagem conjunta por ocasião do Natal, dirigido aos fiéis ainda abalados pelos atentados contra fiéis de crenças diferentes da islâmica no norte do Quénia ...

    sábado, 3 de janeiro de 2015

    Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 2015 realiza-se com o tema «Dá-me de beber!» (João 4,7) | Comissão Ecuménica do Porto

    De 18 a 25 de Janeiro de 2015 terá lugar o tradicional Oitavário de Oração pela unidade dos cristãos. O tema e o material de oração foram este ano preparados pelas Igrejas presentes no Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC) e que são : Igreja Católica Romana, Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, Igreja Presbiteriana Unida e Igreja Ortodoxa Síria de Antioquia. O CONIC tem como missão trabalhar pela unidade das Igrejas cristãs, acompanhando a realidade brasileira e confrontando-a com o Evangelho e as exigências do Reino de Deus. No meio de crescente intolerância religiosa, o CONIC procura o diálogo entre as Igrejas e outras religiões como forma de reduzir o impacto do fundamentalismo religioso.

    É neste contexto social e religioso que se insere a escolha do tema do oitavário sustentado no apelo feito por Jesus à mulher samaritana: «Dá-me de beber!» (João 4,7). Um apelo que quebra preconceitos religiosos e culturais, que abre ao diálogo na diversidade e que revela a importância do acolhimento e da partilha de dons como expressão da necessária complementaridade que deve existir, entre cristãos e Igrejas.

    O rico e sugestivo diálogo de vida entre Jesus e a mulher samaritana (João 4, 1-41), será então aprofundado diariamente ao longo do Oitavário tendo por base os dois grandes símbolos presentes nesta narrativa bíblica e que são: o caminho e a água. Duas questões iniciais ajudam também aprofundar o sentido dos símbolos e das celebrações propostas: qual é o caminho da unidade, a rota que devemos assumir, para que o mundo possa beber da fonte da água da vida, que é Jesus Cristo? E ainda: qual é o caminho da unidade que mostra o devido respeito pela nossa diversidade? A caminhada de unidade proposta para os oito dias começa com uma proclamação, que conduz à denúncia, à renúncia e ao testemunho conjunto. A reflexão bíblica que ajudará a este caminhar, sustenta-se na Leitura Contextual da Bíblia muito presente na América Latina e que promove uma abordagem do texto bíblico que sendo académica não deixa de ser popular procurando ter a vida quotidiana como seu ponto de partida. Deste modo, procura-se que o texto bíblico ensine e transforme de forma a criar um testemunho da vontade de Deus no contexto em que vivemos.

    Como habitualmente, o material litúrgico editado, sem desvirtuar a proposta original, é adaptado para a realidade Portuguesa, num trabalho conjunto do Conselho Português de Igrejas Cristãs (COPIC) e da Comissão Episcopal da «Missão e Nova Evangelização» da Igreja Católica Romana. O material está editado em livro que poderá ser solicitado às Igrejas. Cabe agora às diferentes Igrejas e comunidades, transpor este manancial litúrgico e bíblico, para a vida e necessidades concretas da sociedade portuguesa. Se o souberem fazer em conjunto, mais credível e transformador será o seu testemunho.

    Em Portugal, prevê-se a realização de um conjunto diversificado de celebrações e de encontros ao longo da semana de oração. A celebração a nível nacional, que contará com a presença dos hierarcas das diferentes Igrejas, ocorrerá na Sé Católica da cidade de Setúbal, no dia 24 de Janeiro de 2015 pelas 16h00.

    Comissão Ecuménica do Porto

    Etiquetas: ,

    sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

    Religiosa fala da missão da Comissão de Apoio à Vítima de Tráfico de Pessoas | Agência Ecclesia

    Agência Ecclesia - Sociedade: Religiosa fala da missão da Comissão de Apoio à Vítima de Tráfico de Pessoas: Lisboa, 02 jan 2015 (Ecclesia) – A presidente da Comissão de Apoio à Vítima de Tráfico de Pessoas, um dos temas para o qual o Papa Francisco alertou no Dia Mundial da Paz, explicou como surgiu esta comissão, o contexto e quais os objetivos. ...

    Dia Mundial da Paz: Entrevista a Pedro Vaz Pato, presidente da Comissão Nacional Justiça e Paz | Agência Ecclesia


    Religiosa da Comissão de Apoio à Pessoa Vitima de Tráfico revela complexidade de problema global | Agência Ecclesia

    Agência Ecclesia - Sociedade: Religiosa da Comissão de Apoio à Pessoa Vitima de Tráfico revela complexidade de problema global: Lisboa, 02 jan 2015 (Ecclesia) – A irmã Isabel Balbino, Franciscana Missionária de Maria, explica o caminho que tem percorrido na Comissão de Apoio à Pessoa Vitima de Tráfico para perceber a “dimensão” de um problema global que “tem de implicar a todos”. ...

    quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

    Só com a Paz se pode aspirar ao progresso, à harmonia e à verdadeira felicidade entre os homens | A Areia dos Dias

    A Areia dos Dias: Só com a Paz se pode aspirar ao progresso, à harmonia e à verdadeira felicidade entre os homens: É com este título que o Grupo Economia e Sociedade se faz eco da mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial da Paz de 2015. ...

    WALK FREE: THE MOVEMENT TO END MODERN SLAVERY

    48º Dia Mundial da Paz: Já não escravos, mas irmãos

    48º Dia Mundial da Paz
    Já não escravos, mas irmãos

    Etiquetas: , ,