a OBSERVATÓRIO DA PAX: ECUMENISMO: Charta Oecumenica para a Europa

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

ECUMENISMO: Charta Oecumenica para a Europa

Charta Oecumenica para a Europa - Paulinas, 2001.

Esta Charta Oecumenica, elaborada pelo Conselho das Conferências Episcopais da Europa e pela Conferência das Igrejas Europeias, estipula fundamentais deveres ecuménicos donde faz derivar uma série de linhas mestras e de compromissos, e promove, a todos os níveis da vida das Igrejas, uma cultura ecuménica de diálogo e colaboração. Ela não se reveste, todavia, de nenhum caráter magistral, dogmático ou canónico. (Mais ...)

Paulinas Editora



Charta Oecumenica para a Europa

Linhas mestras para o aumento da colaboração entre as Igrejas na Europa
Conselho das Conferências Episcopais da Europa e
Conferência das Igrejas Europeias

«Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo!»

Enquanto Conferência das Igrejas Europeias (KEK) e Conselho das Conferências Episcopais Europeias (CCEE), estamos firmemente determinados, no espírito da mensagem dimanada pelas duas Assembleias Ecuménicas − de Basileia, 1989, e de Graz, 1997 −, a manter e desenvolver mais a comunhão que se estabeleceu entre nós. Agradecemos ao nosso Deus Trino, que, por meio do Espírito Santo, conduz os nossos passos rumo a uma comunhão cada vez mais intensa.

Já se afirmaram variadas formas de colaboração ecuménica, mas, fiéis à pregação de Cristo − «Que todos sejam um, como Tu, Pai, o és em mim e Eu em ti, também eles sejam em nós um só, a fim de que o mundo creia que Tu me enviaste» (Jo 17, 21) −, não podemos considerar-nos satisfeitos com o actual estado de coisas. Conscientes da nossa culpa e prontos para a conversão, devemos empenhar-nos em superar as divisões que ainda existem entre nós, de modo a anunciar juntos, de modo credível, a mensagem do Evangelho aos povos.

Na escuta comum da Palavra de Deus, contida na Sagrada Escritura, e chamados a confessar a nossa fé comum, e bem assim a agir juntos, em conformidade com a verdade reconhecida por nós, queremos dar testemunho do amor e da esperança para todos os seres humanos.

No nosso continente europeu, do Atlântico aos Urais, do cabo Norte ao Mediterrâneo, hoje mais que nunca caracterizado por um pluralismo cultural, queremos comprometer-nos com o Evangelho pela dignidade da pessoa humana, criada à imagem de Deus, e contribuir juntos, como Igrejas, para a reconciliação dos povos e das culturas.

Nesse sentido, elaborámos a Charta como compromisso comum com o diálogo e a colaboração. Ela estipula fundamentais deveres ecuménicos donde faz derivar uma série de linhas mestras e compromissos. Ela deve promover, a todos os níveis da vida das Igrejas, uma cultura ecuménica de diálogo e colaboração, e, para tanto, (deve) criar um critério vinculativo. Ela não se reveste, todavia, de nenhum carácter magistral, dogmático ou canónico.

A sua normatividade consiste mais na auto-obrigação por parte das Igrejas e das organizações ecuménicas signatárias. Estas podem, com base nestes textos, formular, no seu (próprio) contexto, integrações próprias e orientações comuns, que tenham concretamente em conta específicos desafios próprios e os correspondentes deveres. (Mais ...)

Etiquetas: , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home